Voltar para índice
 
Medicamento
Melhoral C
�cido acetilsalic�lico 400mg
�cido asc�rbico (vit.C) 200mg
 
Tamanho da fonte Aumentar a fonte Diminuir a fonte

 

COMPRIMIDO
USO ORAL
Melhoral C
Ácido acetilsalicílico 400mg
Ácido ascórbico (vit.C) 200mg

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:
Comprimido. Display contendo 25 blísteres com 4 comprimidos.

USO ADULTO

Composição: cada comprimido contém:
ácido acetilsalicílico (DCB 0089) ........................................................ 400,00 mg
ácido ascórbico (vitamina C)(DCB 0104) ............................................ 200,00 mg
excipientes*q.s.p. ........................................................................... 1 comprimido
*amido e celulose microcristalina.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE: ação esperada do medicamento: o produto é indicado como analgésico e antitérmico no tratamento sintomático da gripe e do resfriado.
Os sinais de melhora nos sintomas podem ocorrer em um prazo variável de dias, após o início do tratamento. Seu médico é a pessoa adequada para dar-lhe mais informações sobre o tratamento; siga sempre suas orientações. Não devem ser utilizadas doses superiores às recomendadas. A interrupção repentina deste medicamento não causa efeitos desagradáveis, nem risco, apenas cessará o efeito terapêutico.

Cuidados de armazenamento: conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15 e 30°C) e proteger da luz e umidade.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação.
Ao comprar qualquer medicamento, verifique o prazo de validade.

Atenção: não use medicamento com prazo de validade vencido. Além de não obter o efeito desejado, você poderá prejudicar sua saúde.

Gravidez e lactação: informe ao seu médico a ocorrência de gravidez na vigência do tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.

Cuidados de administração: o comprimido deve ser ingerido com quantidade suficiente de água para permitir a correta deglutição. Manter o intervalo mínimo de 4 horas entre cada administração, não ultrapassar as doses estabelecidas na posologia sem prévia orientação médica.

Interrupção do tratamento: a interrupção repentina deste medicamento não causa efeitos desagradáveis, nem risco, apenas cessará o efeito terapêutico.

Reações adversas: SOB APARECIMENTO DE QUAISQUER REAÇÕES DESAGRADÁVEIS COMO, POR EXEMPLO: ZUMBIDO, TONTEIRA, ACIDEZ ESTOMACAL, REAÇÕES CUTÂNEAS E OUTRAS ATRIBUÍVEIS AO MEDICAMENTO, O TRATAMENTODEVERÁ SERINTERROMPIDO E O MÉDICO CONSULTADO IMEDIATAMENTE.

"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS."

Durante o tratamento, recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas.

Contra-indicações: O PRODUTO É CONTRA-INDICADO PARA PACIENTES QUE APRESENTAREM ANTECEDENTES DE HIPERSENSIBILIDADE AOS SALICILATOS OU A QUALQUER OUTRO COMPONENTE DA FÓRMULA.

Precauções: MELHORAL C NÃO DEVE SER UTILIZADO POR PACIENTES ALÉRGICOS AO ÁCIDO ACETILSALICÍLICO, NA ÚLCERA GÁSTRICA E NA HEMOFILIA.

INFORME AO SEU MÉDICO SOBRE QUALQUER MEDICAMENTO QUE ESTEJA USANDO, ANTES DO INÍCIO, OU DURANTE O TRATAMENTO.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS:
Características químicas e farmacológicas: o ácido acetilsalicílico contido no MELHORAL C é um conhecido agente antitérmico e analgésico. O efeito antitérmico decorre da ação depressora da droga sobre os centros reguladores da temperatura corporal, com conseqüente vasodilatação períférica. O efeito hipotensor que se segue é compensado por um mecanismo de vasoconstrição. Esta ação da droga se manifesta apenas no indivíduo febril. O efeito analgésico do ácido acetilsalicílico decorre da elevação do limiar doloroso, através de um mecanismo relacionado com o bloqueio periférico da bradicinina. O ácido ascórbico (vitamina C) é necessário para a formação do colágeno, assim como para a reparação dos tecidos corpóreos, e parece estar relacionado com algumas reações de óxido-redução. Participa no metabolismo da fenilalanina, tirosina, ácido fólico e ferro, na utilização dos carboidratos, na síntese de lipídios e proteínas e na conservação da integralidade dos vasos sanguíneos. O ácido ascórbico participa, ainda, da biotransformação dos glicocorticóides nas supra-renais.

Indicações: indicado como analgésico e antitérmico no tratamento sintomático da gripe e do resfriado.

CONTRA INDICAÇÕES: SENSIBILIDADE AOS SALICILATOS. O MELHORAL C ESTÁ CONTRA-INDICADO PARA TODOS OS PACIENTES COM HIPERSENSIBILIDADE AO ÁCIDO ACETILSALICÍLICO. O ÁCIDO ACETILSALICÍLICO NÃO DEVE SER EMPREGADO EM PACIENTES PREDISPOSTOS A DISPEPSIAS OU SABIDAMENTE PORTADORES DE ALGUMA LESÃO DA MUCOSA GÁSTRICA. SEU EMPREGO DEVE SER EVITADO NOS PACIENTES PORTADORES DE LESÃO HEPÁTICA GRAVE, EM HEMOFÍLICOS E NAQUELES QUE ESTEJAM FAZENDO USO DE ANTICOAGULANTES. A ADMINISTRAÇÃO DEVE SER CAUTELOSA NOS PACIENTES COM FUNÇÃO RENAL COMPROMETIDA, PARTICULARMENTE NAS CRIANÇAS, E SEMPRE QUE O PACIENTE ESTIVER DESIDRATADO. NÃO É RECOMENDADO O USO EM CRIANÇAS MENORES DE 1 ANO. COMO OCORRE COM OUTROS MEDICAMENTOS, O MELHORAL C É ABSOLUTAMENTE CONTRA INDICADO NOS TRÊS PRIMEIROS MESES DE GESTAÇÃO E, APÓS ESSE PERÍODO, SOMENTE DEVERÁ SER EMPREGADO EM CASOS DE ABSOLUTA NECESSIDADE E SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA. NÃO HÁ RELATO DE CONTRA INDICAÇÕES ABSOLUTAS AO USO DO ÁCIDO ASCÓRBICO.

ADVERTÊNCIAS: O ÁCIDO ACETILSALICÍLICO QUE, DEVIDO A ALGUMAS DE SUAS PROPRIEDADES, PROLONGA O TEMPO DE COAGULAÇÃO SANGUÍNEA, NÃO DEVE SER USADO NOS ÚLTIMOS TRÊS MESES DE GESTAÇÃO, EXCETO SOB ESTRITO ACOMPANHAMENTO MÉDICO, POIS PODE CAUSAR PROBLEMAS NO FETO OU COMPLICAÇÕES DURANTE O PARTO. O MESMO CUIDADO DEVE SER TOMADO EM RELAÇÃO ÀS MULHERES QUE ESTEJAM AMAMENTANDO. EXISTEM RELATOS SUGERINDO QUE O USO DE ÁCIDO ACETILSALICÍLICO EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES COM FEBRE DEVIDO À INFECÇÃO VIRAL, ESPECIALMENTE NA GRIPE OU CATAPORA, PODE CAUSAR UMA DOENÇA SÉRIA, FATAL, PORÉM RARA, CHAMADA "SÍNDROME DE REYE." POR ESTA RAZÃO, ESSES PACIENTES NÃO DEVEM USAR ESTE MEDICAMENTO ANTES DE CONSULTAR UM MÉDICO SOBRE A "SÍNDROME DE REYE."

PRECAUÇÕES: NÃO EXCEDER A POSOLOGIA RECOMENDADA NA BULA SEM PRÉVIA ORIENTAÇÃO MÉDICA. O USO PROLONGADO DE VITAMINA C EM DOSES ELEVADAS PODE PRECIPITAR A FORMAÇÃO DE CÁLCULOS RENAIS
.
Interações medicamentosas: alguns efeitos do ácido acetilsalicílico no trato gastrintestinal podem ser potencializados pelo álcool. Pode ser aumentada a atividade dos anticoagulantes orais, dos cumarínicos e a atividade hipoglicemiante das sulfoniluréias. Os anticoagulantes podem acentuar o efeito hemorrágico do ácido acetilsalicílico sobre a mucosa gástrica. O ácido acetilsalicílico diminui o efeito dos agentes uricosúricos como a probenecida e a sulfimpirazona. Barbitúricos e outros sedativos podem mascarar os sintomas respiratórios da superdosagem com ácido acetilsalicílico e tem sido relatado aumento da toxicidade daqueles. A atividade do metotrexato pode estar marcadamente acentuada e sua toxicidade aumentada.

REAÇÕES ADVERSAS E EFEITOS COLATERAIS: EMBORA POUCO COMUNS, PODEM OCORRER CASOS DE HIPERSENSIBILIDADE E ALERGIA MANIFESTADAS POR ASMA, ZUMBIDO, TONTEIRA, RINITE, URTICÁRIA E OUTRAS MANIFESTAÇÕES CUTÂNEAS. O USO PROLONGADO DO ÁCIDO ACETILSALICÍLICO EM ALTAS DOSES TEM SIDO ASSOCIADO COM NECROSE PAPILAR RENAL. NÃO HÁ RELATO DE REAÇÕES ADVERSAS DECORRENTES DO USO DO ÁCIDO ASCÓRBICO (VITAMINA C).

Posologia e modo de usar: tomar 1 a 2 comprimidos de uma vez, deglutidos com quantidade suficiente de água, podendo-se repetir a dose após 4 horas. Manter o intervalo mínimo de 4 horas entre cada administração, não ultrapassar as doses estabelecidas.

Superdosagem: nos casos de intoxicação moderada, o esvaziamento do estômago por aspiração ou êmese, ou a lavagem gástrica com solução de bicarbonato a 5% serão, normalmente, medidas suficientes. Nos casos de intoxicação (concentrações de salicilato acima de 500 mcg/mL de plasma em adultos e 300 mcg/ml em crianças), deve-se realizar lavagem gástrica juntamente com diurese por infusão intravenosa de solução fisiológica com bicarbonato de sódio, ringer-lactato ou solução de dextrose.

Pacientes idosos: não foram relatadas restrições quanto ao uso do produto em pacientes com mais de 65 anos de idade.

"SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA."

Número do lote, data de fabricação e prazo de validade: vide display.
Venda sem prescrição médica.

Reg. MS - 1.7287.0011 - Farm. Resp.: Dr. Carlos Takashi Maki - CRF-SP nº 5606
Hypermarcas S/A Av. Fernando Cerqueira César Coimbra, 1000 - Barueri - SP
CNPJ 02.932.074/0013-25 - Indústria Brasileira - Marca Registrada

 

ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR
080077-17017 LIGAÇÃO GRATUITA