Voltar para índice
 
Medicamento
FURACIN
nitrofural  
Tamanho da fonte Aumentar a fonte Diminuir a fonte

 

FURACIN
nitrofural

FORMA FARMACÊUTICA/APRESENTAÇÃO:
FURACIN Pomada apresenta-se em bisnagas com 30 g.
FURACIN Solução apresenta-se em frascos com 30 mL.

USO ADULTO E PEDIÁTRICO
Uso tópico.
Cada g de FURACIN Pomada contém 2 mg de nitrofural em base de polietilenoglicol. Componentes inativos: polietilenoglicol.
Cada ml de FURACIN Solução contém 2 mg de nitrofural em veículo de polietilenoglicol. Componentes inativos: polietilenoglicol e água purificada.

INFORMAÇÃO AO PACIENTE
FURACIN tem atividade contra a maioria dos patógenos causadores de infecções superficiais.
Conservar em temperatura ambiente (15º a 30ºC), protegido da luz.
O prazo de validade de FURACIN encontra-se gravado na embalagem externa. Em caso de vencimento, inutilize o produto. Informe ao seu médico a ocorrência de gravidez durante o tratamento ou após o seu término. Informe ao médico se está amamentando.
Antes do uso, bata levemente a bisnaga em superfície plana com a tampa virada para cima, para que o conteúdo do produto esteja na parte inferior da bisnaga e não ocorra desperdício ao se retirar a tampa.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico. Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Informe ao seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE.
INFORMAÇÕES TÉCNICAS
O nitrofural, princípio ativo de FURACIN, é um derivado dos nitrofuranos com atividade bactericida contra a maioria dos patógenos causadores de infecções superficiais, incluindo Staphylococcus aureus, Streptococcus spp, Escherichia coli, Clostridium perfringens, Aerobacter aerogenes e Proteus spp.
FURACIN inibe um número de enzimas bacterianas, especialmente as envolvidas na degradação aeróbica e anaeróbica da glicose e do piruvato. Apesar de FURACIN inibir uma variedade de enzimas, não é considerado um inativador enzimático.

INDICAÇÕES
FURACIN está indicado na terapia complementar de pacientes com queimaduras de 2° e 3° graus, quando existe resistência bacteriana real ou potencial a outros agentes. FURACIN também é indicado nos transplantes de pele, onde a contaminação bacteriana pode causar rejeição do transplante e/ou infecção no doador, particularmente em hospitais com histórico de resistências bacterianas epidêmicas.

CONTRAINDICAÇÕES
FURACIN é contraindicado em pacientes com histórico de reações de hipersensibilidade a qualquer dos componentes de sua fórmula. FURACIN está contraindicado em pacientes que apresentem diminuição da função renal, pois o polietilenoglicol, um dos componentes da formulação de FURACIN, pode ser absorvido através da pele comprometida por lesões ou queimaduras e não ser excretado normalmente pelos rins, o que pode resultar em aumento das concentrações de uréia e creatinina e acidose metabólica.

PRECAUÇÕES E ADVERTÊNCIAS
O uso de FURACIN ocasionalmente permite o supercrescimento de organismos não-sensíveis inclusive fungos e Pseudomonas.
Caso isto ocorra, ou se desenvolvam irritação, hipersensibilidade ou superinfecção, o tratamento com o produto deverá ser descontinuado e terapia apropriada deverá ser instituída.
Em casos de exposição diária de grandes áreas queimadas ou de grandes áreas de feridas abertas ao FURACIN, pode haver absorção excessiva de polietilenoglicol, que pode resultar em disfunção renal progressiva. Desta forma, não se deve usar FURACIN em pacientes que apresentem extensas áreas do corpo comprometidas e requeiram grande quantidade de medicamento. FURACIN não deve ser aplicado em áreas adjacentes a extensos leitos vasculares.
O nitrofural pode produzir tumores mamários, quando administrado por via oral em altas doses a ratas Sprague-Dawley. A relevância deste achado no uso tópico em humanos é desconhecida.
Uso durante a gravidez e a lactação - Não existem estudos adequados e controlados em mulheres grávidas. Portanto, FURACIN deve ser usado durante a gravidez somente se o benefício justificar o risco potencial para o feto.
Não está estabelecido se a droga é excretada no leite materno. Como várias drogas são excretadas no leite materno, deve-se decidir sobre a interrupção do aleitamento ou da medicação.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Até o momento, não se observou a existência de interações medicamentosas com o uso de FURACIN.

REAÇÕES ADVERSAS
Raramente reações cutâneas têm sido relatadas em pacientes tratados com o medicamento. Os sintomas surgem como diferentes graus de dermatite de contato e incluem erupções, prurido e edema local. Reações alérgicas ao produto devem ser tratadas sintomaticamente.

POSOLOGIA
Antes do uso, bata levemente a bisnaga em superfície plana com a tampa virada para cima, para que o conteúdo do produto esteja na parte inferior da bisnaga e não ocorra desperdício ao se retirar a tampa.
Aplicar uma fina camada do produto sobre a região afetada, de preferência com o auxílio de uma gaze estéril, de 1 a 3 vezes por dia, de acordo com o número de trocas dos curativos, durante 7 a 10 dias ou a critério médico.

 
Número do lote, data de fabricação e prazo de validade: vide blíster e display.

 

Reg. MS 1.0093.0137 - Farm. Resp.: Alexandre de Abreu Villar - CRF-RJ 7.472
Mantecorp Indústria Química e Farmacêutica S.A. Estrada dos Bandeirantes, 3.091 - Rio de Janeiro - RJ / CNPJ: 33.060.740/0001-72

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA


ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR
0800-9799 900 LIGAÇÃO GRATUITA